Como Conseguir O Crea

Para registrar-se no Conselho Regional (CREA), o solicitante deve comparecer à sede do CREA de sua região com o diploma ou declaração de conclusão de curso, bem como o histórico escolar com notas e cargas horárias.

É necessário apresentar esses documentos para completar o processo de registro de forma regular.

Qual o valor para tirar o Crea?

O valor para tirar o Crea é R$ 577,11 para profissionais de nível superior e R$ 288,55 para profissionais de nível técnico. No entanto, com um desconto de 90%, os valores passam a ser R$ 57,71 e R$ 28,86, respectivamente.

Quem tem direito ao CREA?

  • O CREA SP é o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo, e é o órgão responsável por registrar profissionais formados em cursos das áreas de Engenharia (como Civil, Elétrica, Mecânica, Ambiental, Química, entre outras), Agronomia, Geologia, Geografia e Meteorologia, bem como profissionais formados em cursos de Tecnologia relacionados com áreas fiscalizadas pelo Sistema Confea/CREA. Para ter direito ao registro, o profissional deve estar formado em uma dessas áreas e seguir as normas estabelecidas pelo sistema.

Tem que fazer prova pra ter o Crea?

O texto questiona se é necessário fazer uma prova para obter o CREA, que é um registro profissional para engenheiros.

A resposta é ambígua, pois o autor diz que, em sua opinião, não é necessário, mas também diz que considerando o quanto estudamos durante o curso, devemos estar aptos para passar por uma prova para obter o CREA.

O autor também menciona que há muitos engenheiros no mercado que ele não sabe se possuem o CREA. Em resumo, a resposta sugere que é necessário fazer uma prova para obter o CREA, mas isso não é confirmado com certeza.

O que é preciso para fazer o Crea?

Para fazer o Crea, é preciso apresentar o seguinte:

  • Diploma frente: o documento que comprova o grau de formação do candidato.
  • Diploma verso: o verso do diploma, que contém informações adicionais sobre o curso e a instituição de ensino.
  • Atestado: um documento emitido por uma autoridade competente, que atesta a veracidade das informações contidas no diploma.
  • Histórico escolar: o documento que lista todas as disciplinas cursadas pelo candidato, assim como as notas obtidas em cada uma delas.
  • Carteira de identidade: o documento de identificação do candidato, que é emitido pelo órgão competente do seu estado ou país.
  • CPF: o Cadastro de Pessoa Física, que é um número único atribuído a cada cidadão brasileiro pelo governo federal.
  • Título de eleitor: o documento que comprova o direito do candidato a votar nas eleições no Brasil.
  • Comprovante de quitação eleitoral: o documento que comprova que o candidato está em dia com as suas obrigações eleitorais.

Leia mais: