BUSCA

Movimento Cidades Saudáveis

compartilhe:


Este movimento surgiu como resposta aos novos desafios enfrentados pelas cidades nas últimas décadas em decorrência dos novos processos de aceleração da urbanização. Ele é financiado pela Organização Mundial de Saúde desde de 1986 e tem como objetivo o "estabelecimento de políticas públicas urbanas, voltadas à melhoria da qualidade de vida, com ênfase na intersetorialidade e na participação social", segundo coloca Rosilda Mendes. O projeto adota uma abordagem holística tentando "ir além das praticas de saúde médica curativa e buscar a globalidade de fatores que determinam a saúde, exigindo um tratamento integrado e sistêmico das questões", conforme afirma Cibele Bonatto.

Para conhecer melhor o movimento, no nosso portal é possível encontrar a tese de doutorado na USP "Cidades Saudáveis no Brasil e os Processos Participativos: Os casos de Jundiaí e Maceió" de Rosilda Mendes; o artigo de Cibele Bonatto sobre alguns conceitos do movimento; o artigo "Cidades Saudáveis - Estratégia em Aberto" de Ana Maria Malik; uma matéria sobre a Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis e, por fim, um comentário sobre o livro "Avaliação Participativa de Municípios, Comunidades e Ambientes Saudáveis: a trajetória brasileira - memória, reflexões e experiências". Caso haja alguma dúvida, podem entrar em contato conosco através do email faleconosco@redbcm.com.br

RBCM. Laboratório de Investigação do Espaço da Arquitetura. Departamento de Arquitetura e Urbanismo. Centro de Artes e Comunicação. UFPE . Recife — PE. (81) 2126.7362