BUSCA

Oficinas de comunicação mobilizam 140 pessoas em Santarém

compartilhe:


Professores, diretores e alunos dividiram a mesma sala de aula durante os cinco dias de realização das oficinas de comunicação popular Bizzu, promovidas pelo governo do Pará em comemoração ao aniversário de 350 anos de fundação de Santarém, no oeste do Estado. Na sexta-feira (24), os cursos foram encerrados com a apresentação dos produtos elaborados durante as oficinas de vídeo, rádio, jornalismo impresso, web, fotografia, desenho e grafite.

As aulas foram oferecidas gratuitamente para 140 pessoas vinculadas à Escola Estadual Madre Imaculada, localizada no bairro do Santíssimo. Foram ministradas 20 horas aulas para turmas de 20 alunos, cada. As oficinas aconteceram até no feriado, entusiasmando o estudante Cláudio Soares, 16 anos, que participou do aprendizado sobre técnicas de grafite. “Sempre gostei de desenhar e fazer pinturas. Fiquei satisfeito com tudo que aprendi na oficina e tenho certeza que vou querer estudar e me especializar nessa área”, disse ele.

Com apenas 11 anos, Vinícius Souza também descobriu habilidades ao participar das aulas de jornalismo impresso, nas quais se destacou. “Tenho certeza que vou querer seguir essa profissão. Tudo que aprendi aqui vai me ajudar no futuro. Vou sentir saudade quando as aulas terminarem”, contou.

As oficinas foram tão importantes para a escola, que motivaram até a diretora e a vice-diretora. “Eu sempre tive essa curiosidade de saber um pouco mais sobre fotografia e nunca tive a oportunidade de fazer um curso. Com uma semana de aula, eu aprendi técnicas interessantíssimas, que jamais imaginava aprender. Alem disso, é muito bom poder estar próximo dos alunos e trocar experiências com eles”, ressaltou Gilma Rocha, vice-diretora da escola.

Para Felipe Soares, um dos coordenadores do Bizzu, o principal objetivo das oficinas é incentivar a comunidade a produzir uma comunicação popular. “É uma forma que eles terão para reivindicar direitos, manifestar desejos e expressar opiniões. Nosso objetivo é que, quando as oficinas terminarem, tudo que eles aprenderam seja colocado em prática”, reiterou.

As oficinas do Bizzu já levaram conhecimentos a moradores dos municípios de São Domingos do Capim (nordeste paraense), São Félix do Xingu (sul), Belém (Região Metropolitana) e Santarém. A próxima etapa será realizada no município de Óbidos, também no oeste do Estado.

Fonte: Agência Pará de Notícias
Bruna Campos - Secom

RBCM. Laboratório de Investigação do Espaço da Arquitetura. Departamento de Arquitetura e Urbanismo. Centro de Artes e Comunicação. UFPE . Recife — PE. (81) 2126.7362