BUSCA

Maior mostra de arquitetura de Curitiba oferece alternativas para espaços vazios da cidade

compartilhe:


A Mostra Arquitetura para Curitiba está de volta. A terceira edição da exposição bienal que apresenta provocações e possibilidades para a cidade traz, desta vez, o tema “Cidade Presente, Cidade Ausente”. A exposição consiste em 21 propostas desenvolvidas em parcerias de arquitetos com estudantes de todos os cursos de arquitetura da cidade, que se debruçaram sobre os projetos durante quatro meses.
A Mostra Arquitetura para Curitiba está de volta. A terceira edição da exposição bienal que apresenta provocações e possibilidades para a cidade traz, desta vez, o tema “Cidade Presente, Cidade Ausente”. A exposição consiste em 21 propostas desenvolvidas em parcerias de arquitetos com estudantes de todos os cursos de arquitetura da cidade, que se debruçaram sobre os projetos durante quatro meses.
“Os temas discutem o vazio urbano, periferias, projetos de habitação, projetos teóricos, desenhos urbanos. A ideia da exposição é essa: ao mesmo tempo em que é solta e criativa, apresenta uma proposta para problemas das cidades, além de promover uma integração entre escritórios e estudantes”, explica Fábio Domingos Batista, sócio do escritório Grifo e um dos organizadores da exposição.
Além dos escritórios de arquitetura, estão envolvidos na mostra estudantes de nove faculdades de arquitetura de Curitiba e cinco de outras cidades. Após a publicação das propostas pelos arquitetos, etapa que aconteceu em abril, os estudantes tinham a liberdade de se inscrever nos projetos que mais tinham interesse e integrar ativamente as equipes dos arquitetos, promovendo uma conexão única entre profissionais e alunos.
Entre os arquitetos participantes, estão os premiados escritórios Estúdio 41, Grifo e Sabóia+Ruiz. 

A Mostra Arquitetura para Curitiba está de volta. A terceira edição da exposição bienal que apresenta provocações e possibilidades para a cidade traz, desta vez, o tema “Cidade Presente, Cidade Ausente”. A exposição consiste em 21 propostas desenvolvidas em parcerias de arquitetos com estudantes de todos os cursos de arquitetura da cidade, que se debruçaram sobre os projetos durante quatro meses.


ASSINE A GAZETA DO POVO E TENHA ACESSO DIGITAL ILIMITADO AOS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS DE HAUS.
A mostra terá dois períodos de exibição. O primeiro acontece entre 17 de setembro e 7 de outubro no Mezanino do Palácio Iguaçu; o segundo, de 15 de outubro a 15 de dezembro, no Memorial de Curitiba.


A proposta da Grifo Arquitetura retoma uma proposta do Plano Diretor de Curitiba de 1965, que previa áreas verdes no meio das quadras do Centro da cidade. Foto: Grifo/Divulgação

“Os temas discutem o vazio urbano, periferias, projetos de habitação, projetos teóricos, desenhos urbanos. A ideia da exposição é essa: ao mesmo tempo em que é solta e criativa, apresenta uma proposta para problemas das cidades, além de promover uma integração entre escritórios e estudantes”, explica Fábio Domingos Batista, sócio do escritório Grifo e um dos organizadores da exposição.


Parte das equipes em visita ao Palácio Iguaçu, primeiro espaço expositivo da mostra. Foto: Divulgação

Além dos escritórios de arquitetura, estão envolvidos na mostra estudantes de nove faculdades de arquitetura de Curitiba e cinco de outras cidades. Após a publicação das propostas pelos arquitetos, etapa que aconteceu em abril, os estudantes tinham a liberdade de se inscrever nos projetos que mais tinham interesse e integrar ativamente as equipes dos arquitetos, promovendo uma conexão única entre profissionais e alunos.

Entre os arquitetos participantes, estão os premiados escritórios Estúdio 41, Grifo e Sabóia+Ruiz. 

Com o trabalho “A cidade como um jogo de peças”, os arquitetos Daniela Moro, Gabriel Tomich e Marina Oba questionam a busca por uniformidade tomando como base os parquinhos da cidade. Foto: Oba+Moro+Tomich/Divulgação

A mostra acontece a cada dois anos e criou 28 projetos para a cidade em parceria com 250 estudantes, com público de mais de 5,5 mil visitantes.

A abertura da exposição acontece no dia 17 de setembro, no Palácio Iguaçu, com uma palestra do arquiteto e urbanista Marcos Boldarini, às 19h.

Confira a lista completa dos escritórios participantes:
-a|topia
-Pagus Arquitetura
-Além do Modelo
-colab GLAF
-Becker e Brune
-pomelet
-Juliano Monteiro Studio
-LR Architecthe + Aloisio Schmid
-Estúdio Pólis
-Daniela Moro + Gabriel Tomich + Marina Oba
-SABOIA+RUIZ
-Estúdio 41
-GRIFO
-AP Arquitetos
-TELLUS
-SOA Arquitetura + Relacus + Mcarrara
-Lona Arquitetos
-SOLO
-Ponto 41
-Pedro Tokikawa
-amb ateliê + Beatriz Teixeira + Fernanda Linero




Serviço:
3ª Mostra Arquitetura para Curitiba

De 17 de setembro a 7 de outubro no Mezanino do Palácio Iguaçu (Praça Nossa Senhora de Salette s/n – Centro Cívico).

De 15 de outubro a 15 de dezembro no 2º andar do Memorial de Curitiba (R. Dr. Claudino dos Santos, 79 – São Francisco).

Abertura: 17 de setembro, às 19h, no Palácio Iguaçu.

FONTE: gazetadopovo.com.br/haus/

RBCM. Laboratório de Investigação do Espaço da Arquitetura. Departamento de Arquitetura e Urbanismo. Centro de Artes e Comunicação. UFPE . Recife — PE. (81) 2126.7362