BUSCA

Mansões de São Paulo ocupam área de dois parques Ibirapuera

compartilhe:


Edifício isolado com projeto suntuoso, ao menos quatro suítes e quatro vagas na garagem, além de quadra esportiva, depósito de cristais ou cômodo blindado. Esses são alguns dos itens da legislação de São Paulo para descrever as casas de mais alto padrão da cidade - as mansões geralmente têm mais de 700 m².

Um levantamento inédito feito pelo jornal Folha de S. Paulo a partir dos 3,3 milhões de domicílios do cadastro do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), apontou que existem 1.840 imóveis do tipo na cidade. Eles representam cerca de 0,1% do total paulistano, mas seus terrenos ocupam área equivalente a mais de dois parques Ibirapuera.

Em uma área como esta poderiam ser construídos edifícios populares para 107 mil famílias, quantidade suficiente para abrigar todos os moradores de rua e de bairros em áreas de risco da cidade, ou, em outros termos, corresponde a suprir quase um terço do deficit habitacional da maior cidade do país.

Fonte: Archdaily Brasil

RBCM. Laboratório de Investigação do Espaço da Arquitetura. Departamento de Arquitetura e Urbanismo. Centro de Artes e Comunicação. UFPE . Recife — PE. (81) 2126.7362